News about our community

2ª Edição da Bolsa Cabo Verde Digital recebe dobro de Inscrições

A 31 de Março fecharam as inscrições para a segunda edição do programa de apoio ao empreendedorismo de base tecnológica - Bolsa Cabo Verde Digital, tendo sido registadas um total de 184 projetos submetidos, envolvendo 290 empreendedores, duplicando assim o número de participantes, comparativamente à 1ª edição.

Abertas as inscrições da 2ª edição da Bolsa Cabo Verde Digital.

A Cabo Verde Digital abriu, nesta segunda-feira, 22 de Fevereiro, as inscrições para a segunda edição do programa de pré-incubação e financiamento - Bolsa Cabo Verde Digital (BCVD). São mais de 25 vagas para esta 2ª edição, que beneficiará até dois empreendedores por equipa, que tenham soluções inovadoras, em áreas como  a Agricultura, a Cultura, o Impacto Social, a Educação, a Energia, o Meio Ambiente, a Mobilidade, a  Saúde, a Segurança, a Transparência e Gestão Pública, o Turismo, o Comércio, o Urbanismo, e que utilize as tecnologias como instrumento principal nas operações.

O Programa BCVD visa apoiar até 100 jovens, apoiando na constituição de até 50 tech Startups por ano, com Bolsas num valor de 60.000 ecv por equipa, com até dois empreendedores, oferecendo igualmente um programa de pré-incubação e acompanhamento técnico, por organizações parceiras de relevância a nível nacional e internacional.

A 1ª edição, que arrancou em Setembro de 2020, contou com a participação de 33 projetos, 50 empreendedores, uma rede com 7 entidades parceiras, envolvendo mais de 54 Mentores, especialistas de tecnologia e de negócios, ministradas mais de 170 horas de capacitação em matéria de tecnologia, negócio e empreendedorismo, significando um investimento de mais de 9 milhões de escudos cabo verdianos.

A materialização deste programa dá-se através do estabelecimento de parcerias institucionais com um conjunto de organizações, formalmente comprometidas em construir uma rede de cooperação com os promotores do ecossistema, nomeadamente o Fundo de Promoção ao Emprego e Formação e  a Pro-Empresa que são os promotores do programa, a Universidade de Cabo Verde, a Universidade Jean Piaget, a Universidade de Santiago, a Universidade do Mindelo, o NOSi, o Grupo CVT/CVM, a Unitel T+, a Djassi Africa a StartUp Portugal, entrando para esta aliança, nesta segunda edição, a Página Amarelas e Fundação Smart City Cabo Verde.

Inscrição 

As inscrições estão abertas de 22 de Fevereiro a 22 de Março e devem ser feitas eletronicamente através do website da Cabo Verde Digital - https://www.digital.cv/bcvd.

A Bolsa Cabo Verde Digital é um Programa do Governo de Cabo Verde, criado, através da Secretaria de Estado para Inovação e Formação Profissional e instituído pelo Fundo de Promoção do Emprego e da Formação (FPEF), que tem como finalidade dinamizar o ecossistema de inovação e de empreendedorismo de base tecnológica para criação do mercado das TIC.

CVD inaugura programa de inovação aberta com foco no Turismo - Re!nventa

float: left; margin-right:10px;A Cabo Verde Digital, em parceria com os Ministério do Turismo e Transportes e o Accelerator Lab do PNUD, apresenta terça feira, 3, na cidade da Praia, o Re!nventa, um concurso de ideias e inovação aberta, com particular foco em processos ou produtos com base tecnológica, e que tem como objetivo identificar os problemas em diferentes nichos de um determinado sector e promover o desenvolvimento de soluções digitais que permitam reinventar a forma como o pais vive a pandemia causada pelo coronavírus.

Pretende-se com esta iniciativa atingir os diferentes intervenientes do ecossistema de inovação nacional, conectando a comunidade de criadores nacionais com as necessidades das organizações, através do mapeamento de necessidades existentes, bem como fomentar o desenvolvimento de novas soluções inovadoras com base em tecnologia.

A iniciativa é de abrangência nacional, decorrerá durante o mês de novembro, em modo completamente online e visa promover, através de um concurso híbrido de ideias e inovação, o processo de transformação digital da nossa economia. 

Num momento em que o país se prepara para o relançamento da economia, procurando através da inovação, acelerar o processo de transição e de qualificação do destino Cabo Verde, a 1ª edição do Reinventa coloca o  foco no TURISMO, com olhos no desenvolvimento de soluções digitais disruptivas para o relançamento das atividades turísticas nas seguintes áreas temáticas: alojamento e restauração; agências de viagens, guias de turismo e táxis; e oferta turística diversificada.

De referir que o Ministério do Turismo e Transportes, enquanto tutela do setor, disponibiliza para o concurso um montante global de 2.900.000 ECV (dois mil e novecentos contos), para financiar o desenvolvimento de soluções vencedoras de cada área temática, enquanto que o PNUD financia em mais de dois mil contos a organização do programa. São também parceiros do Re!venta a Pró-Empresa, o NOSi, Embaixada dos EUA, a IBM, a Djassi África, a Startup Portugal, o NOSi, entre outros. 

O lançamento do concurso será feito no dia 3 de novembro, terça feira, as 16 horas, no Espaço Warehouse (zona industrial Palmarejo)

Convidamos a Imprensa a fazer a cobertura e divulgação do evento que era presidida pelo Ministro do Turismo e Transportes, Dr. Carlos Santos.

O evento terá igualmente uma transmissão online através da página de facebook da Cabo Verde Digital https://www.facebook.com/caboverdigital/ .

Praia, 2 de novembro de 2020